Boletim T cnico Chapas

A
BOLETIM TÉCNICO
LAMINADOS
Última atualização Maio/2011
ACABAMENTOS
NATURAL: O acabamento padrão da chapa possui baixa reflectância
e pode apresentar variações de brilho.
BRILHANTE: Esse tipo de acabamento é obtido através do processo
de laminação e apresenta uma das faces mais reflectiva do que a
do acabamento natural devido à menor rugosidade do cilindro de
laminação.
ENVERNIZADO OU PINTADO: Antes da chapa receber a pintura ou
verniz é feita uma preparação química de superfície que
proporciona melhor resistência a corrosão e melhor aderência
dos revestimentos. Essa preparação consiste em um tratamento de
desengraxe, limpeza e ancoragem. Após esse processo, a chapa
recebe em uma ou ambas as faces a aplicação de verniz ou de
tinta a base de Polyester. Para a aplicação destes
revestimentos é utilizado o sistema “coil coating” que confere
ao alumínio maior resistência a corrosão, abrasão e
intempéries, além de proporcionar excelente acabamento
superficial.
LAVRADO (STUCCO): A chapa lavrada tem o
aspecto superficialmente modificado pelo
desenho “stucco” em ambas as faces.
GOFRADO: A chapa gofrada tem o aspecto
superficialmente modificado com desenho tipo
gofrado em ambas as faces.
ANTIDERRAPANTE: O material é uma chapa
gravada em alto relevo com desenhos de
cinco lágrimas através de um processo
especial de laminação. Esse tipo de
acabamento confere a característica
antiderrapante ao produto.
VERSÃO MAIO/2011
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DO ALUMÍNIO
(comparado às de outros metais)
PROPRIEDADES FÍSICAS
ALUMÍNIO
AÇO
COBRE
Peso específico (g/ cm³)
Temperatura de Fusão (°C)
Condutibilidade elétrica (% IACS a 20ºC)
Condutibilidade térmica a 25 °C (Cal.cm/cm².sºC)
Coeficiente de dilatação térmica por °C (20 - 100 ºC)
Módulo de elasticidade (kg/mm²)
2,71
660
62
0,53
23 x 10 -6
7030
7,80
1500
15
0,11
13 x 10 -6
20387
8,92
1080
100
0,99
17 x 10 -6
12654
TÊMPERAS
As ligas citadas aqui não são tratáveis termicamente, no
entanto suas características de resistência mecânica podem ser
elevadas através de deformação mecânica a frio. A esse
processo, denominado encruamento, atribui-se a letra H seguida
de dois ou mais algarismos que têm o seguinte significado:
H1X
H2X
H3X
H4X
O –
F –
– Material somente encruado.
– Material encruado seguido de recozimento parcial.
– Material encruado seguido de estabilização.
– Indica que material é pintado.
Corresponde ao estado recozido
Corresponde ao material como fabricado.
O segundo algarismo indica o grau de encruamento do material
Suas propriedades mecânicas aumentam à medida que aumenta este
algarismo.
HX2
HX4
HX6
HX8
HX9
–
–
–
–
–
Corresponde
Corresponde
Corresponde
Corresponde
Corresponde
a
a
a
a
a
¼ duro.
½ duro.
¾ duro.
duro.
extraduro
O terceiro dígito quando utilizado indica uma
variação
da
têmpera
de
dois
dígitos
correspondente.
O
HX2
HX4
HX6
HX8
HX14
HX34
HX54
HX74
HX94
VERSÃO Maio/2011
COMPOSIÇÃO QUÍMICA
LIGA
ELEMENTO
1050
1100
1200
1350A
3003
3105
8011
Si
Fe
Cu
0,25
0,40
0,05
0,05 - 0,20
0,05
0,25
0,40
0,02
0,60
0,70
0,05 - 0,20
0,60
0,70
0,30
0,50 - 0,90 0,60 - 1,00
0,10
Mn
Mg
Cr
Zn
Ti
0,05
0,05
0,05
1,00 - 1,50
0,30 - 0,80
0,20
0,05
0,05
0,20 - 0,80
0,05
0,20
0,05
0,05
0,10
0,10
0,05
0,10
0,40
0,10
0,03
Ti + V+
Si + Fe
Cr + Mn
0,05
0,10
0,08
0,03
-
0,95
1,00
-
V
0,05
-
Outros
Cada
0,03
0,05
0,05
0,03
0,05
0,05
0,05
Alumínio
Total
99,5
0,15
99
0,15
99
99,5
0,15 Restante
0,15 Restante
0,15 Restante
NOTA: Os valores são máximo permitido por elemento químico, quando não
se apontam os valores no intervalo mínimo e máximo
PROPRIEDADES MECÂNICAS
LIGA
TÊMPERA
1050/
1350A
O
H12 / H22¹
H14 / H24¹
H16 / H26¹
H18
1100/
1200
O
H12 / H22¹
H14 / H24¹
H16 / H26¹
H18
LRT (MPA)
MÍN.
55
MÁX.
MÍN.
MÁX.
95
-
-
130
-
-
80
115
110
145
95
125
LE (MPA)
-
-
-
-
110
145
95
-
130
150
2
2
17
25
75
3
1
105
130
17
-
75
95
(%)
ALONGAMENTO
MÍN.
-
3
2
165
115
-
2
-
-
-
H24
H26
H18/ H28¹
140
-
-
-
2
185
-
165
-
1
130
-
105
-
4
3105
H22
H24
H26
H28
H18
170
-
145
-
3
8011
O
H12 / H22¹
H14 / H24¹
H16 / H26¹
H18
150
190
190
-
-
-
125
165
168
-
-
2
3
2
1
80
120
50
-
12
120
210
110
-
4
260
130
-
110
150
170
140
230
95
120
-
-
as têmperas
H2X não se aplica o
limite máximo de
resistência a
tração, nem o limite
convencional de
escoamento mínimo
1
3003
165
¹)Para
12
2
1
NOTA: O valor de Alongamento é proporcional a espessura, por isso
foi tomado como base espessuras entre 0,5 mm e 1,0 mm
* 9,807 Mpa = 1kgf/mm²
* Demais ligas e têmperas sob consulta
VERSÃO Maio/2011
LIMITES DE FABRICAÇÃO
TÊMPERA
CHAPA FORMATO/
CHAPA BOBINA
BRILHANTE
CHAPA FORMATO/
CHAPA BOBINA
NATURAL
CHAPA FORMATO/
CHAPA BOBINA
LAVRADA (STUCCO)
NATURAL
CHAPA FORMATO
ANTI DERRAPANTE
CHAPA FORMATO
GOFRADA
CHAPA FORMATO/
CHAPA BOBINA
PINTADA
CHAPA FORMATO/
CHAPA BOBINA
LAVRADA (STUCCO)
PINTADA
LIGA
H22
H24
H26
H18/28
O
H22
H24
H26
H28
H12
H14
H16
H18
H114
H234
H254
H274
H134
H154
H174
H274
1050
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
1100
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
1200
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
1350A
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
3003
3105
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
H194
8011
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
O
x
x
x
x
O
H42
H44
H46
H48
H414
H434
H454
H474
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
x
NOTA: Valores de propriedades mecânicas das chapas lavrada, gofrada e antiderrapante são
referentes a chapa lisa antes de sofrer a deformação
FILME DE PROTEÇÃO
APLICAÇÃO
BAIXA ADESIVAÇÃO
MATERIAL NATURAL, BRILHANTE OU PINTADO
MÉDIA ADESIVAÇÃO
MATERIAL PINTADO
* Demais ligas e têmperas sob consulta
Filme Adesivo
Chapa de Alumínio
VERSÃO Maio/2011
LIMITES DE FABRICAÇÃO
Chapa Bobina
ESPESSURA
(mm)
CHAPA BOBINA
LISA BRILHANTE
CHAPA BOBINA
LISA NATURAL
CHAPA BOBINA
LAVRADA (STUCCO)
NATURAL
CHAPA BOBINA
LISA PINTADA
CHAPA BOBINA
LAVRADA (STUCCO)
PINTADA
LARGURA
(mm)
DIÂMETRO INTERNO DIÂMETRO EXTERNO
(mm)
MÁX.(mm)
>
≤
>
0,4
0,9
25,4
1500
400 ou 508
1650
0,3
2
2,0
3,18
25,4
300
1500
1500
400 ou 508
400 ou 508
1650
1650
0,4
1,2
25,4
1500
400 ou 508
1650
0,4
1,5
25,4
1500
400 ou 508
1500
0,4
1,2
25,4
1500
400 ou 508
1500
≤
Chapa Formato
CHAPA FORMATO
BRILHANTE
CHAPA FORMATO
LISA NATURAL
CHAPA FORMATO
LAVRADA (STUCCO)
CHAPA FORMATO
ANTI DERRAPANTE
CHAPA FORMATO
GOFRADA
CHAPA FORMATO
LISA PINTADA
CHAPA FORMATO
LAVRADA (STUCCO)
ESPESSURA
>
≤
0,4
0,9
0,3
0,9
0,2
1
0,2
1,0
1
3,18
0,4
1,2
0,4
1,2
LARGURA
>
400
620
400
620
620
400
620
≤
620
1500
620
1500
1500
620
1500
COMPRIMENTO
>
≤
600
3000
500
4500
600
3000
500
4500
500
4500
600
3000
500
4500
1,5
2,7
620
1500
500
4500
0,3
0,6
280
600
250
2500
0,4
0,4
1,0
0,4
0,4
1,0
1
1,5
1,2
1,2
400
620
620
400
620
620
1500
1500
620
1500
600
500
500
600
500
3000
4500
4500
3000
4500
NOTA: Considerar para chapa antiderrapante a espessura acima como
sendo a de base.
*Outros valores sob consulta
VERSÃO Maio/2011
TOLERÂNCIAS DIMENSIONAIS
Tolerância de Espessura +/- 5% do valor nominal
Tolerância de Largura (L)
500
1000
2000
4000
Tolerância de Comprimento (C)
<
<
<
<
PRODUTO
LARGURA
(mm)
CHAPA BOBINA
L ≤ 50
50 < L ≤ 100
100 < L ≤ 250
L > 250
Desvio Lateral
+/+/+/+/-
L ≤ 100
100 < L ≤ 250
250 < L ≤ 1000
1000 < L ≤ 1500
C
C
C
C
≤
≤
≤
≤
0,25
0,50
1,00
1,50
1000
2000
4000
4500
mm
mm
mm
mm
+/+/+/+/-
2,0
2,5
3,0
3,5
mm
mm
mm
mm
TOLERÂNCIA
(mm)
15,0
10,0
6,0
5,0
NOTA: Comprimento base de desvio lateral: 2,0 m
LARGURA
(mm)
385 ≤ L ≤ 900
CHAPA FORMATO
900 < L ≤ 1500
PRODUTO
COMPRIMENTO (mm)
C ≤ 1000 1000 < C ≤ 2000 2000 < C ≤ 3000 3000 < C ≤ 4000 4000 < C ≤ 4500
1,0
2,5
5,0
9,0
14,0
0,5
1,5
3,0
5,0
8,0
Tolerância de Esquadro
D2
COMPRIMENTO
(mm)
C ≤ 3500
C > 3500
LARGURA
(mm)
385
500
1000
385
500
1000
≤
<
<
≤
<
<
L
L
L
L
L
L
≤
≤
≤
≤
≤
≤
500
1000
1500
500
1000
1500
D1
TOLERÂNCIA
DE ESQUADRO
(mm)
4,0
6,0
8,0
5,0
7,0
9,0
*Outros valores sob consulta
VERSÃO Maio/2011
RECOMENDAÇÕES
Quando você receber o alumínio:
1. Verifique se o metal ou a embalagem apresenta
umidade ou danos.
1.1 Caso haja umidade ou danos, anote essa
ocorrência em todas as cópias da NF e no
conhecimento de carga da Transportadora.
1.2 Informe imediatamente o departamento de
compras ou o departamento de controle de
qualidade e solicite a presença da Alcoa.
2. Verifique se o metal está muito frio
2.1 Caso ele esteja, avise imediatamente o
encarregado;
2.2 Deixe o metal em local fresco, mas livre de
corrente de ar para que ele seja lentamente
aquecido (se o metal for colocado de imediato
numa área muito quente, ele ficará úmido e
oxidará);
2.3 Quando o metal estiver razoavelmente aquecido
coloque-o no depósito.
Quando o alumínio for transferido de uma área
para outra:
Verifique se a temperatura do ambiente para onde
o alumínio está sendo transportado está mais
elevada do que a do ambiente de estocagem.
A)
Se a diferença for maior que 10° C:
Transporte somente a quantidade de alumínio
que será utilizada no momento;
B) Avise o encarregado
C) Mantenha o restante do alumínio no mesmo
lugar, até que seja necessário utilizá-lo.
ESTOCAGEM E TRANSPORTE
Vide recomendações na embalagem.
VERSÃO Maio/2011
Similar pages